Dia Mundial da Segurança dos Alimentos visa conscientizar sobre riscos de intoxicação e contaminação alimentar

No dia 7 de junho, comemora-se o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos, uma iniciativa estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de ampliar a conscientização sobre os perigos relacionados à intoxicação e contaminação por alimentos, uma triste realidade que resulta na morte de cerca de 420 mil pessoas a cada ano. 

Essa data especial busca alertar para a importância da segurança alimentar em todas as etapas, desde a produção até o armazenamento e consumo dos alimentos, visando evitar danos à saúde humana. Além disso, representa uma oportunidade valiosa para conscientizar todos os envolvidos na cadeia alimentar – produtores, processadores, vendedores e preparadores de alimentos – sobre a responsabilidade que têm na garantia da segurança alimentar.

No Dia Mundial da Segurança dos Alimentos são trabalhadas cinco ações que visam:

• Garantir a segurança
• Cultivo de alimentos seguros
• A segurança dos alimentos
• Formação de equipes para garantir a segurança alimentar 
• Comprovação de que os alimentos são seguros

Nesse contexto, a Sapore destaca-se como parte ativa dessa corrente de segurança alimentar. Desde 1998, a Sapore possui a certificação ISO 9001:2015, além de certificações 14000 (Meio Ambiente) e 45000 (Segurança do Trabalho).

Toda a cadeia alimentar da Sapore é certificada, desde a seleção criteriosa dos fornecedores até a distribuição dos alimentos. Os processos são rigorosamente controlados e os fornecedores são submetidos a uma avaliação de qualificação. Auditorias constantes são realizadas nas cozinhas, restaurantes e linhas de produção, garantindo a segurança, qualidade e valor nutricional dos alimentos entregues aos consumidores. 

Sendo assim, o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos busca conscientizar para a prevenção e gestão dos riscos decorrentes do consumo de alimentos contaminados. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), é crucial reconhecer a interligação entre a saúde humana, a saúde dos animais e o meio ambiente, uma vez que qualquer incidente adverso em relação à segurança alimentar pode ter impactos globais na saúde pública, no comércio e na economia. 

Promover uma alimentação segura não apenas beneficia a saúde das pessoas, mas também contribui para a erradicação da fome, dois dos 17 principais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU. 

Compartilhe nas redes

Deixe seu comentário

Concordo que meu comentário será aprovado por um administrador da página

15 + três =

Tags

Receba novidades por e-mail


    Declaro que li e estou de acordo com a política de privacidade

    Assuntos relacionados